(44) 99949-3599  |  /andrealmenaraoficial


Maníaco da Torre é condenado em Maringá


Roneys Fon Firmino, de 45 anos, foi condenado a 21 anos e 4 meses de prisão pela morte de Ednalva José da Paz, de 19 anos. O júri popular durou quase 12 horas. A sessão que foi presidida pelo juiz Cláudio Camargo dos Santos, acabou às 21 horas desta quinta-feira 14. A condenação foi pelos crimes de homicídio qualificado e por ocultação de cadáver. Os jurados acataram a tese do Ministério Público.

A defesa de Gomes alegou falta de provas técnicas para o crime. Durante o processo, o réu negou ter praticado o homicídio. Roneys Fon Firmino é suspeito de ter praticado pelo menos 5 crimes contra mulheres. A Delegacia de Homicídios acusa o maníaco de ter feito mais de 10 vítimas. Os crimes ocorreram entre os anos de 2010 a 2015. Os corpos eram desovados sempre ao lado de uma torre de transmissão de energia na Estrada Roseira.

Os jurados foram compostos de quatro mulheres e três homens. O resultado ficou 4x3 pela condenação de Roneys. A advogada Josiane Monteiro Bichet Oliveira disse ao repórter André Almenara que vai recorrer pedindo a anulação do julgamento. A defesa diz estar satisfeita com o resultado do júri.

 

 


Redes Sociais:

Compartilhar no facebook


Copyright © 2013-2019 Logicomp Soluções e TI & Logicomp Studio. Todos os Direitos Reservados