HOMEM QUE ROUBOU CASA E ESTUPROU MULHER EM MARINGÁ É APRESENTADO PARA A IMPRENSA.

Foi apresentado na manhã desta segunda-feira (8) na Delegacia da Polícia Civil de Maringá, Marcos de Almeida de 26 anos que praticou dois crimes contra uma família que mora no Parque do Horto, zona sul da cidade. No dia 31 do mês passado, o marginal invadiu uma casa para furtar produtos para revender para manter seu vício no crack. A dona da residência estava chegando com seus filhos quando foi abordada dentro da sua própria casa pelo suspeito. Depois de fritar ovos e fazer arroz, Marcos de Almeida colocou as filhas da mulher no quarto, trancou com chave e estuprou a vítima de 36 anos. Para proteger os filhos e para não ser infectada por algum tipo de doença, a vítima pediu para o estuprador usar preservativo. Após cometer um ato grave contra a dona da casa, a moradora ainda pegou seu carro e levou o assaltante e estuprador até o centro da cidade. Câmeras de uma loja flagraram o elemento descendo a Avenida Rio Branco, zona 4. Imagens que foram divulgadas pela imprensa na televisão, blogs, sites, jornais e grupos de whatsapp. No feriado do dia 4, Marcos de Almeida foi preso em flagrante pela equipe da ROCAM do 4º Batalhão em posse de um aparelho celular. Nesse caso o marginal usou de violência para tomar o aparelho de um senhor de idade. Depois de um cerco, a polícia conseguiu realizar sua prisão. Nem mesmo os policiais da ROCAM sabiam que o ladrão era a pessoa mais procurada naquele momento. Depois de ser levado para a delegacia de polícia, no dia seguinte, investigadores da furtos e roubos da 9ª SDP confrontaram as imagens do vídeo com a pessoa presa, e ainda, a vítima compareceu na Polícia Civil e reconheceu como sendo o estuprador. Não tendo dúvidas, o ladrão e estuprador assumiu e contou com detalhes como foi que fez no dia do crime. Em entrevista para o repórter André Almenara, Marcos de Almeida disse estar arrependido, e colocou a culpa na bebida e nas drogas. Quero destacar o nome de todos os policiais da ROCAM que fizeram a prisão desse rapaz. Soldados: Giovanni, Átila, Cavalcante, Larson, Dias Carvalho, e Leydiane. Todos os policiais da 9ª SDP que perderam noites e mais noites atrás desse marginal, deixo também meus parabéns e dedicação para poder esclarecer esse crime revoltante que aconteceu contra uma família de bem da cidade de Maringá. Que Deus abençoe cada integrante da PM e da PC de Maringá.