Rapaz sobrevive ao ser atingido por tiro no peito em Maringá

A tentativa de homicídio foi registrada por volta de 2h30 da madrugada de sábado (11) na rua Pioneiro José Moreschi, no Jardim Diamante, em Maringá. Renan Cezar da Cruz Pimenta, de 29 anos, foi alvo de tiros quando saiu no portão de sua casa. A namorada da vítima relatou aos policiais que um carro de cor prata parou na frente e chamou pelo Renan. Ao sair, Renan foi surpreendido pelo atirador que efetuou cerca de 4 disparos. Renan Pimenta foi alvejado por um tiro no peito e outro no braço.

O suspeito de efetuar os disparos fugiu juntamente com mais duas pessoas. Equipe do Siate e com apoio do médico do Samu em poucos minutos chegaram no local. Renan estava caído e perdendo muito sangue. O médico Mauricío Lemos, vendo a gravidade do ferimento principalmente no peito solicitou que a ambulância pudesse deslocar com rapidez para o pronto socorro do Hospital Universitário. Lemos disse que mesmo sendo grave o tiro o rapaz não corria o risco de morrer.

A Polícia Militar que atendeu a ocorrência na casa de Renan entrou no imóvel e acabou localizando um revólver calibre 38 municiado escondido debaixo de um colchão. A namorada de 23 anos foi levada para a delegacia. A jovem disse aos policiais que não sabia da origem da arma. Ela contou ainda que a “treta” seria uma briga que teria acontecido dias atrás em uma festa. A namorada de Renan foi ouvida e liberada horas depois.