Estudante da UEM fica gravemente ferida ao ser atropelada por moto

A jovem Sara Cittadin Backes, de 20 anos, ficou gravemente ferida após ser atropelada por um motociclista em Maringá. O acidente aconteceu na noite de sábado (8), na rua José Helena da Silva, no Jardim Cleópatra. A vítima teve trauma no crânio muito grave e fratura exposta em uma das pernas. Sara precisou ser entubada pelo médico.

O atropelamento aconteceu próximo a um fundo de vale onde a vítima tinha participado de uma limpeza com um grupo de escoteiros. Sara foi atravessar a rua quando foi atingida por uma motocicleta Honda Twister que era pilotada por um rapaz de 19 anos, nome não revelado pela PM.

O motociclista Edenilson Thainan Silva Souza, de 19 anos, teve ferimentos no punho e na clavícula. De acordo com a Polícia Militar, ele não tem Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e tinha ingerido bebida alcoólica. O teste do bafômetro apontou 0,16 miligrama de álcool por litro de ar expelido, o que não é considerado crime.

O motociclista foi multado em R$ 2,9 mil reais por pilotar embriagado, informou a PM. Sara precisou passar por uma cirurgia no crânio no Hospital Santa Casa. Familiares e amigos pedem oração nas redes sociais para a paciente que encontra-se em estado muito grave.

Sara Backes é estudante de arquitetura da Universidade Estadual de Maringá. Ela faz parte do grupo de escoteiros Verde Canção. Sara que é natural da cidade de Toledo estaria residindo em Maringá para estudar.