Polícia Civil de Sarandi cumpre mandado e prende mulher que matou o amásio

A Polícia Civil de Sarandi cumpriu um mandado de prisão preventiva contra Sueli Fernanda de Assis Almeida, de 37 anos, que é servidora municipal de Maringá. A mulher foi presa por investigadores no início da manhã desta quarta-feira (17).

Sueli Fernanda é apontada pela polícia como sendo autora do crime de homicídio contra Gilvanês Rosários Pedra, de 40 anos, assassinado a facadas no início do mês de junho no Jardim Cruzeiro, em Sarandi. A vítima que foi ferida por duas facadas ainda foi levado com vida para o Hospital Metropolitano mas morreu dias depois.

Sueli Fernanda de Assis procurou advogado e compareceu na delegacia para se apresentar. Uma faca possivelmente usada no crime foi levada por ela. No dia de sua apresentação, o delegado-chefe da Polícia Civil de Sarandi, Adriano Garcia, não acreditou em sua versão.

Sueli Fernanda em depoimento disse que não tinha ferido e matado Gilvânes Rosários. No inquérito policial, o delegado e investigadores foram em busca de imagens de câmeras de segurança para juntar nos autos. Algumas pessoas da família da vítima também foram ouvidas pela polícia.

Agora detida manteve a mesma versão de que é inocente. Sueli Fernanda de Assis permanece presa em Sarandi.