Justiça expede mandados de prisão contra suspeitos de assassinato da zona seis

O delegado Diego Almeida, titular da Delegacia de Homicídios de Maringá, recebeu no final da tarde desta quarta-feira (14) as cópias dos mandados de prisão contra Jonathan Ferreira Alves, de 23 anos, o vulgo “Joninha”, e Vinicius Amaral Pinto, de 24 anos.

Os mandados foram expedidos pela 1ª Vara Criminal do Fórum de Maringá. Os dois suspeitos já são considerados foragidos. Jonathan é o principal suspeito de ter matado a tiros Jeferson Bussolin Marques, de 32 anos, o vulgo “Jeje”. O crime ocorreu na última segunda-feira (12) na Avenida Paranavaí, zona 6.

Jeferson Bussolin pilotava uma moto Biz quando foi atropelado por um automóvel Hyundai HB20. Os dois homens que estavam no automóvel roubado saem do veículo, o motorista foge a pé e o passageiro atira várias vezes atingindo Jeferson.

Jonathan após matar a vítima foge e logo abandona a moto na Rua Fagundes Varela. Uma pistola Glock .40 e um colete balístico são encontrados pelos policiais. Vinicius é apontado como sendo o motorista do HB20. No interior do carro, a polícia localizou os dois aparelhos celulares de Jonathan e Vinicius, comprovando assim a autoria.

No mesmo momento, investigadores da D.H recebem também informações privilegiadas da participação da dupla na morte de Jeferson. O delegado Diego Almeida confirmou que Jeferson teria dito que mataria Jonathan e Vinicius. O motivo ainda é desconhecido.

Jeferson Bussolin foi investigado por ter participação em dois assassinatos em Maringá. Ele saiu da cadeia em fevereiro de 2019. Jonathan já consta com passagens pela polícia. Vinicius Amaral já foi vítima de um atentado em fevereiro de 2014 no Conjunto Santa Felicidade.

Na época, Vinicius foi atingido por tiros e sobreviveu aos ferimentos causados por arma de fogo.