Autor de crime de assassinato de Nova Esperança fica preso por alguns minutos na delegacia de Sarandi

Após uma informação privilegiada, investigadores da Polícia Civil de Sarandi localizaram um homem suspeito de ter praticado um crime de homicídio na última quarta-feira (6) no centro da cidade de Nova Esperança. Sebastião Correia Ribeiro, de 41 anos, o vulgo “Paraguai”, estava escondido em uma casa no Jardim Esperança.

Ao ser levado para a delegacia de Sarandi, Sebastião confessou o crime aos policiais. O delegado Adriano Garcia que imediatamente foi comunicado da prisão do autor do assassinato deslocou até a delegacia. Infelizmente o suspeito mesmo confessando o crime não ficou preso já que tinha passado horas do flagrante.

O delegado explicou que não havia também mandado de prisão contra Sebastião. “Eu e a minha equipe fizemos de tudo para manter o homem na cadeia, mas infelizmente nesses casos não podemos infringir a lei”, disse o delegado Adriano Garcia.

Sebastião Ribeiro matou um homem com golpes de faca. José Antônio Fiuza, de 47 anos, foi atingido por vários golpes no tórax morrendo na calçada. Sebastião ficou por vários minutos na cena do crime. Nenhuma viatura da Polícia Militar de Nova Esperança compareceu no local para realizar a prisão do suspeito.

O criminoso depois de matar uma pessoa ainda arrumou uma confusão no bar. Sebastião depois se ausentou do local fugindo da cena do crime e da cidade. Quando a viatura da PM chegou já era tarde. A Polícia Civil de Nova Esperança já teria pedido uma ordem judicial ao Ministério Público para prender o suspeito que ainda deve estar em Sarandi.