Carro usado no atentado na casa de policial civil é apreendido junto com estojo de arma de fogo

A Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos de Maringá (SFRV) prendeu um homem de 56 anos no final da tarde de quinta-feira (7) em Sarandi. O carro VW Jetta que estava em posse do suspeito foi utilizado no atentado na casa de um investigador da Polícia Civil, caso que aconteceu na última quarta-feira (6) no Jardim Atami.

Dentro do Jetta, os policiais civis localizaram ao lado do banco dianteiro do passageiro um estojo deflagrado de pistola calibre 380. O delegado Luiz Cláudio Alves, disse que o estojo será confrontado com os demais materiais recolhidos pela perícia na casa do policial.

O delegado ainda contou que o Jetta aparece em diversas imagens que já estão nas mãos dos policiais civis. O carro suspeito do atentado foi localizado pelos policiais dentro de um lava jato na área central da cidade de Sarandi. Os investigadores monitoraram o local por cerca de 4 horas.

No momento em que o proprietário chegava ao local para buscar seu veículo foi abordado pela polícia. Uma mulher que seria a nora do suspeito foi encaminhada também para a delegacia. O homem de 56 anos nega qualquer participação no atentado.

A motivação do crime contra o policial civil ainda está sendo investigado pela polícia.