Drogas que eram despachadas por transportadora são apreendidas pela Denarc

A Divisão Estadual de Narcóticos de Maringá deflagrou uma operação denominada de “Encomenda Suspeita”,  visando a apreensão de entorpecente e prisão dos responsáveis. Em Maringá, policiais da Denarc com apoio da Receita Federal cumpriram mandados de busca e apreensão e outra de prisão preventiva.

As investigações iniciaram na semana passada quando servidores da Receita Federal durante operação de fiscalização de rotina em transportadora de Maringá suspeitaram de uma encomenda e acionaram a polícia. Os investigadores deslocaram ao local com cão farejador que indicou a presença de droga.

Ao abrir o pacote, foi localizado 2,2 kg de crack. Foi checado então pela polícia se havia outras encomendas do mesmo remetente. Foram encontradas outras duas remessas, uma destinada a São Paulo e outra a Jequié (BA), ambas já em deslocamento.

O volume destinado a São Paulo foi interceptado e trazido novamente a Maringá pela transportadora, onde foi apreendido contendo 11,5 kg de Skank. Em relação ao pacote destinado a cidade de Jequié, foi acionada a Polícia Civil baiana que efetuou a apreensão do volume contendo 15kg de droga conhecida com Skank.

A polícia baiana conseguiu também prender o destinatário no momento em que ele retirava a encomenda. As investigações continuaram visando a identificação do responsável pela remessa das drogas a partir de Maringá. Os policiais da Denarc conseguiram identificar um suspeito de Maringá e representaram pela prisão do mesmo.

Foi cumprido um mandado de busca no imóvel do meliante cuja identidade não foi revelada pela polícia. A droga apreendida está avaliada em R$ 210 mil reais.