Ladrão morto pela PM de Maringá é autor do assassinato de enfermeiro do HU

Wuelyton Vitor Rodrigues de Oliveira, de 19 anos, que morreu ao ser baleado por policiais do Pelotão de Choque de Maringá, é autor de crime de latrocínio contra o enfermeiro do Hospital Universitário Hélio Procópio, assassinado em novembro de 2019.

O enfermeiro desapareceu na madrugada de 11 de novembro de 2019. Hélio estava no rodeio de Santo Inácio e foi visto pela última vez saindo do local, por volta das 3h. O enfermeiro teria saído para encontrar outra pessoa. No dia seguinte, a polícia achou os documentos da vítima às margens da rodovia que liga Colorado a Paranacity.

Dias depois, Wuelyton Vitor Rodrigues, então com 17 anos, foi apreendido e confessou ter matado o enfermeiro com a ajuda de outro adolescente. Rodrigues disse que, após o assassinato, o corpo da vítima foi jogado em um rio.

Wuelyton Vitor, então, foi apreendido e encaminhado ao Centro de Socioeducação de Campo Mourão. Ele saiu do local em janeiro deste ano. Hélio Procópio era morador de Santa Fé e funcionário do HU há mais de 20 anos. Além do crime de latrocínio, Wuelyton já tinha sido preso por tráfico de drogas.